quarta-feira, 23 de maio de 2018

Comitiva de Dep. Irapuan Pinheiro participa da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios


Uma comitiva formada pelo o prefeito Claudenilton Pinheiro, o vice-prefeito Ayrton Senna, vereadores e secretários municipais, participa da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que iniciou na segunda-feira, 21 de maio.

O evento, promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), teve a abertura oficial na terça-feira, 22, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). Durante os quatro dias de evento, com o tema “Compromisso com o Brasil”, mais de cinco mil gestores públicos vão debater a pauta municipalista, com a presença de autoridades governamentais e parlamentares de todos os Estados.

A programação prevê a realização de arenas temáticas para abordar questões em áreas como as da educação, saneamento básico, turismo, saúde, cultura, trânsito, defesa civil, administração, entre outras.

A abertura na terça-feira, 22/05, contou com a presença do presidente da República, Michel Temer; presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, das Cidades, Alexandre Baudy, do Turismo, Vinicius Lummertz, e interino do Meio Ambiente, Edson Duarte; diretores da Confederação Nacional de Municípios; presidentes das entidades estaduais de representação municipal; Nick Fabiancic, representante da ONU Brasil; Jhon Abiud Ramírez, entre outras autoridades.

Petrobras reduz preço da gasolina e do diesel pelo 2º dia consecutivo


A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (23), pelo segundo dia consecutivo, redução nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias. A partir de amanhã (24), o preço da gasolina cairá 0,62% e custará R$ 2,0306 o litro. O preço do diesel terá redução de 1,15% e passará a custar R$ 2,3083, de acordo com a estatal.

Em dois dias, as quedas acumuladas chegam a 2,69% para a gasolina e a 2,67% para o diesel. Apesar disso, a gasolina acumula altas de 12,95%, em maio, e de 16,76% em um mês. O diesel soma aumentos de 9,34%, em maio, e de 15,16% em um mês.

O alto valor do preço do combustível é o principal motivo para a manifestação nacional dos caminhoneiros, que começou no final da noite de domingo (20).

(Agência Brasil)

Fachin autoriza comissão de deputados a visitar Lula na prisão


O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a inspeção de uma comissão de deputados federais à carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso desde o dia 7 de abril. O ex-presidente foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção por vantagem indevida que, no caso, foi um apartamento triplex em Guarujá (SP).

A autorização havia sido negada duas vezes pela juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba e responsável por supervisionar a execução da pena de 12 anos e um mês de prisão à qual Lula foi condenado. Ela disse não haver “necessidade” da visita, pois uma outra comitiva do Senado já havia inspecionado o local, em 17 de abril.

Após a negativa, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), entrou no STF com uma ação de descumprimento de preceito fundamental (ADPF), alegando que a juíza violou o princípio de separação de Poderes, pois a Constituição, a lei e o regimento interno da Casa conferem aos deputados o direito de fiscalização e acesso a qualquer órgão público.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se manifestou contra o pedido, alegando que não poderia ter sido feito via ADPF. Fachin, porém, acolheu os argumentos de Maia e autorizou a visita da comitiva, composta por 12 deputados dos partidos PT, PSB, Psol, PC do B e PDT.

“Determino, para tanto, que o Juízo da 12ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Curitiba/PR, em comum acordo com a Coordenação da aludida Comissão, fixe dia, hora e demais condições, inclusive de segurança, que reputar adequadas ao implemento da medida”, escreveu Fachin.

Da Agência Brasil

Camilo já tem a maior aliança da história do Ceará

O fortalecimento da base aliada do governador Camilo Santana (PT) deve dar tranquilidade ao petista na disputa pelo Palácio da Abolição em outubro

Audic Mota é um dos parlamentares que deixaram de integrar a oposição e
agora embarcam na base governista ( FOTOS EVILÁZIO BEZERRA )
Parafraseando o desabafo do senador Tasso Jereissati (PSDB) durante o lançamento da pré-candidatura do general Guilherme Theophilo ao Governo do Ceará, a oposição nunca esteve tão só na história do Ceará.

Com as tratativas feitas desde o ano passado, a base aliada do governador Camilo Santana (PT) tem engordado ao ponto de poder tornar a campanha de reeleição do petista ao Palácio da Abolição a maior aliança eleitoral na história recente do Estado.

Levantamento feito pelo O POVO, com base em informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aponta que, se Camilo mantiver todos os partidos que já estão ao seu lado em seu registro de candidatura, quebrará, pela segunda vez consecutiva, o recorde de partidos coligados na disputa majoritária no Ceará.

O petista disputou o primeiro turno em 2014 com 18 partidos na aliança. O número já era o dobro do maior bloco conquistado por Cid Gomes (PDT), em 2006.

Dos 35 partidos registrados no Brasil, 24 estão no arco de aliança do governador. As últimas adesões foram oficializadas após as negociações envolvendo partidos que integravam a oposição no Ceará: MDB, PMB, PR, SD e PSD.

Com um bloco tão grande e inédito, o vice-líder do governo, deputado José Sarto (PDT), admite que pode haver problemas entre 10% e 15% dos municípios que apoiam o petista. As divergências de opositores locais que integram a base aliada exigirá de Camilo maturidade política para evitar rachas.

Por outro lado, o PDT, com objetivo de unir o grupo que se espreme por espaços internos, pleiteia a formação de um grande bloco para a disputa da eleição proporcional para deputado estadual e federal.

“Pelo que eu senti dos deputados, a tese que eles chamam de blocão é mais simpática à maioria porque iria pegar todos os partidos da base e fazer uma chapa grande, onde a possibilidade de (eleger) uma boa bancada seria mais realista”, explica o parlamentar.

A tese também é defendida pelo deputado estadual Danniel Oliveira (MDB), porta-voz do senador Eunício Oliveira (MDB) na Assembleia Legislativa. “Defendo blocão, igualdade. Se tiver todos iguais, somos iguais. Se tivermos separados, vamos ser diferentes e isso pode prejudicar aquilo que é mais importante para o Estado do Ceará que é a eleição majoritária que é quem nos defende lá fora”, explicitou.

A tese, no entanto, é rechaçada pelo partido do governador. O presidente estadual do PT, deputado Moisés Braz, adianta que “a tendência (da sigla) é sair em chapa pura na proporcional”. A decisão final, porém, será anunciada no encontro de tática eleitoral do PT realizada no mês de junho com filiados.

O deputado Júlio César (PPS) acredita que “as coligações se comportarão mediante potencial dos seus candidatos”. O PPS deve formalizar aliança proporcional com o PPL e PRTB para disputar em tom de igualdade com os nomes de maior potencial de voto e que são filiados ao PP e PDT.

“Quem pensava em fazer apenas um bloco, chamado blocão, acho que tem que repensar para dar oportunidade também aos políticos que hoje não detém mandato, mas querem disputar, ter oportunidade”, argumenta.

O PP, do deputado estadual Gony Arruda, vai “conversar com todos os partidos” e analisar a melhor estratégia.

(Do O POVO Online)

Condenado no mensalão tucano, Eduardo Azeredo se entrega à Polícia de Minas Gerais

 (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo se entregou às 14h50 desta quarta-feira (23) à Polícia Civil do estado. Segundo a assessoria do Gabinete da Polícia Civil, Azeredo se apresentou espontaneamente à 1ª Delegacia Sul de Belo Horizonte, que fica no bairro Santo Antônio. Ele estava acompanhado de advogados.

Nesta terça-feira (22), o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou o último recurso apresentado pela defesa do ex-governador e ex-senador por Minas Gerais e determinou sua prisão imediata. O tucano foi condenado pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro pela primeira vez em dezembro de 2015, quando foi sentenciado a 20 anos e 10 meses de prisão por participação no chamado mensalão tucano.

Antes de se apresentar, Azeredo chegou a ser considerado foragido da Justiça pela Polícia Civil de Minas Gerais, que, desde desta terça-feira (22), tentava cumprir o mandado de prisão expedido pelo TJMG.

Em 2014, o então deputado Eduardo Azeredo (PSDB) renunciou ao mandato tão logo a Procuradoria-Geral da República pediu ao STF sua condenação a 22 anos de cadeia. Azeredo desprezou o foro privilegiado no Supremo e fugiu dos holofotes, apostando na lentidão da Justiça comum de Minas Gerais. Na época, não havia permissão para prisão após o julgamento em segunda instância – fato que determinou nessa segunda-feira a expedição de seu mandado de prisão.

Mesmo assim, ele conseguiu, com a manobra da renúncia, arrastar o processo, referente a 1998 e iniciado em 2005, por mais quatro anos. Ex-governador de Minas, ex-prefeito de Belo Horizonte, ex-senador e ex-deputado, Azeredo é o primeiro tucano de alta plumagem a ter de acertar em presídio as contas com a Justiça. 

Criador e criatura

Azeredo é personagem principal do que ficou conhecido como “mensalão tucano” – uma variante do “mensalão do PT”, escândalo que veio a público em 2005 e levou para a cadeia boa parte da cúpula petista em 2012, quando foi concluído o julgamento no STF. Apesar de divulgado após o mensalão do PT, o esquema tucano antecedeu e foi o “pai” do mensalão petista.

Descobriu-se que o publicitário Marcos Valério – condenado e preso por viabilizar o pagamento de propinas a petistas e seus aliados -, havia sido também peça-chave de esquema semelhante para a campanha do então governador de Minas à reeleição em 1998. A Justiça condenou agora Eduardo Azeredo pela acusação de desvio, com a ajuda da agência de Marcos Valério, de R$ 3,5 milhões (R$ 9,3 milhões, em valores atuais) de empresas estaduais.

(Agência Brasil)

Projeto de Indicação que pedia a Implantação de Anuênio é rejeitado pela maioria dos vereadores da Câmara de Dep. Irapuan Pinheiro


Os vereadores Alexandre Almeida (PT) e Gildecarlos Pinheiro (PEN) tiveram na última Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Deputado Irapuan Pinheiro, um Projeto de Indicação rejeitado pela maioria dos vereadores que compõe a Casa Legislativa.

O Projeto de Indicação Nº 002/2018 pedia que fosse implantado imediatamente o adicional por tempo de serviço, a razão de 1% (um por cento) ao ano, incidente sobre os vencimentos de todos os servidores públicos efetivos da municipalidade, nos termos dos art 59. 68 da Lei complementar Municipal 188/2012 (ANUÊNIO), evitando a continuidade das perdas financeira que tem sofrido todos os servidores, bem como lhes garantido maior renda e poder de compra e dignidade para si e suas famílias.

Os vereadores de situação Valdeci de Ineza (PSDB), Claudenísio Pinheiro (PSDB), Clair Moreira  (PSDB), Louro dos Transportes (PTN), Adamilton Cesar (PSDB), Ilcivan Maciel (PSDB) e Uésio Moreira (PSD) votaram contra o Projeto de Indicação.

Com a desaprovação, fica claro a perca de direitos por parte dos servidores públicos. Por duas vezes a Casa Legislativa já teve de se debruçar sobre dois Projetos de Leis, um no ano de 2017 e outro já neste ano de 2018, os quais tinham por objetivos extinguir o adicional por tempo de serviço, a razão de 1% (um por cento) ao ano, incidente sobre os vencimentos de todos os servidores públicos efetivos da municipalidade (ANUÊNIO).

Nas duas tentativas, os projetos foram retirados de pauta sem terem seus conteúdos analisados.

terça-feira, 22 de maio de 2018

Temer desiste do projeto de reeleição e anuncia candidatura de Meirelles

Nome do ex-ministro, porém, ainda enfrenta resistências no partido e terá de passar pelo crivo da convenção do MDB


O presidente Michel Temer lançou nesta terça-feira, 22, a pré-candidatura do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles ao Palácio do Planalto. A uma plateia que não escondeu a divisão do MDB, Temer anunciou o que todos já sabiam: a desistência de entrar na disputa por um novo mandato. Em discurso de 30 minutos, ele pregou a união do partido e disse que quem não concordar em assumir a campanha do ex-comandante da economia deve deixar a sigla.

"Digo, sem medo de errar: o Meirelles é o melhor entre os melhores. Por isso, Meirelles tem todas as condições de estar não só à frente do partido, mas à frente da nossa campanha eleitoral", afirmou Temer, em ato político na Fundação Ulysses Guimarães, onde o MDB também lançou o documento "Encontro com o Futuro", com diretrizes para o programa de governo. "Ficarei orgulhosíssimo se um dia Meirelles for proclamado, pelo voto popular, presidente da República Federativa do Brasil", insistiu.

A candidatura de Meirelles, porém, ainda terá de passar pelo crivo da convenção nacional do MDB, em julho, e pode ser retirada.  O presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR), admitiu que o ex-ministro – hoje com menos de 1% das intenções de voto nas pesquisas eleitorais ­-- tem prazo de 60 dias para crescer. Até lá, o partido avaliará o cenário eleitoral para decidir se o nome dele será ou não registrado.

Impopular, Temer não participará ativamente da campanha nem subirá no palanque dos concorrentes do partido. Em conversas reservadas, pré-candidatos do MDB nos Estados observam que seria um “suicídio político” colar suas imagens à rejeição do presidente. “Ele vai governar e colaborar da forma que puder. Não tem receita própria”, desconversou Jucá. “O presidente tem sete meses de governo pela frente. Há muita coisa a ser feita e ele estará totalmente dedicado a isso”, emendou Meirelles.

Atualmente, nove diretórios do MDB – entre os quais Alagoas, Ceará e Paraná – são contra a candidatura do ex-titular da Fazenda ao Planalto. Querem que o partido libere os votos para que possam fazer coligações regionais com outras legendas, como o PT, principalmente no Nordeste.

Temer reconheceu o racha na legenda, mas pediu a unidade e disse esperar que Meirelles seja o único candidato no bloco de centro, possibilidade considerada remota até por seus aliados. “Pode haver divergência, que será resolvida pela convenção nacional. Mas dizer “Ah, eu não apoio o Meirelles... Então, que saia do partido!”, discursou ele, sem mencionar nomes de correligionários opositores.

Apesar da tentativa de fazer uma festa na sede da Fundação Ulysses Guimarães, onde ocorreu o ato, o anúncio de Meirelles não contou com a empolgação da plateia. Os aplausos eram tão escassos que Temer chegou a pedir mais "animação". "Temos de animar um pouco o auditório", conclamou.

'Homem simples de Goiás'

Temer fez vários elogios a Meirelles, a quem chamou de “um homem simples de Goiás que ganhou o mundo”. Lembrou que o escolheu para comandar a economia pela "sensibilidade, liderança e talento".

Sem mencionar as denúncias das quais têm sido alvo, o presidente também disse ser vítima de “inverdades”. Argumentou, no entanto, que, mesmo com toda a crise, o MDB tem o dever de lançar um candidato e defender o governo.

“Se estou resistente é porque estamos com a verdade e ela nos fortalece. A dor da acusação injusta não vai me paralisar. Do meu momento cuido eu”, afirmou. "Sou realista. Sei o que fiz e o que não fiz. Sei o que falei e o que falam por mim. Estamos com a verdade, e ela nos fortalece.”

Cristão novo no MDB, oriundo do PSD, Meirelles prometeu tudo fazer para defender o “legado” do governo. “Se vocês acham improvável a eleição de um candidato do MDB, eu vos digo uma coisa: o que fizemos, nos últimos dois anos, é prova de que o improvável é só uma questão de oportunidade”, destacou o ex-ministro.

Na tentativa de driblar comentários de que, sem perspectiva de poder, o seu governo já acabou, Temer repetiu que há muito por fazer no tempo que lhe resta à frente do Planalto.  E, dirigindo-se ao ex-ministro, tentou animá-lo: “Se produzirmos um terço do que produzimos nesses dois anos, Meirelles, você vai pegar o País com uma tranquilidade absoluta. Temos que aprovar (no Congresso) o que for possível e urgente."

O presidente e o ex-ministro chegaram juntos à Fundação Ulysses Guimarães. Logo na entrada, um imenso banner mostrava os dois sorridentes, ao lado do slogan “Nossa União nos Fortalece”. No telão de LED, frases contidas no documento “Encontro com o Futuro”, idealizado pelo ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, eram exibidas a todo momento.

Programa

A cartilha faz um diagnóstico da situação que Temer encontrou o País, em maio de 2016 – no rastro do impeachment de Dilma Rousseff --, sustenta que havia um "colapso" nas finanças e prega a continuidade do projeto do MDB. "A sociedade brasileira estará, muito em breve, diante de uma escolha crucial: seguir em frente ou voltar atrás (...). Atravessamos um rio de águas tormentosas e agora, uma vez na margem, não podemos desperdiçar a travessia”, diz um dos trechos.

Terceiro documento programático lançado pelo MDB desde 2015 – o primeiro foi “Uma Ponte para o Futuro” e o segundo, “A Travessia Social” --, o texto defende uma agenda de reformas, com mudanças na Previdência e no serviço público, além de um Estado menos intervencionista. Nenhuma medida, porém, é detalhada.

Com políticos na mira da Lava Jato, incluindo Temer, o MDB também dá estocadas no Ministério Público e no Judiciário. Ao sustentar que a prática da Constituição de 1988 tem sido a "diluição dos poderes do Executivo" e o "transbordamento da intervenção das instituições de controle", o texto faz algumas críticas. Afirma, por exemplo, que tribunais de contas, MP e Poder Judiciário "não se submetem, eles próprios, a qualquer espécie de controle e nem se limitam por restrições fiscais".

Fonte: Estadão

Tribunal nega recurso e determina prisão imediata de Eduardo Azeredo


O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou nesta terça-feira (22) o recurso apresentado pela defesa do ex-governador e ex-senador por Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), e determinou sua prisão imediata.

O tucano foi condenado pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro pela primeira vez em dezembro de 2015, quando foi sentenciado a 20 anos e 10 meses de prisão por participação no chamado Mensalão Tucano. Em agosto do ano passado, a condenação foi confirmada em segunda instância e a pena aplicada ao político foi reduzida em 9 meses, para 20 anos e um mês.

O recurso negado nesta terça-feira (22) pela 5ª Câmara do TJMG era o último possível na segunda instância, permitindo a prisão de Azeredo a qualquer momento. O relator do processo, Júlio Cesar Lorens, e o revisor, desembargador Alexandre Victor de Carvalho, votaram favoravelmente à rejeição dos recursos e pela decretação da prisão imediata do ex-governador, sendo seguidos por outros três desembargadores.

Atendendo a um pedido da defesa, o desembargador Alexandre Victor de Carvalho sugeriu que a expedição do mandado de prisão aguardasse a publicação do acórdão dos embargos julgados hoje, em razão da possibilidade de interposição de novo recurso. O relator, no entanto, defendeu a manutenção da imediata expedição do mandado de prisão, sendo seguido pelos demais desembargadores.

Azeredo foi denunciado pelo suposto envolvimento em um esquema de corrupção montado para beneficiar sua campanha de reeleição ao governo mineiro, em 1998. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), mais de R$ 3 milhões foram desviados de empresas estatais mineiras. Para o MPF, a prática dos crimes só foi possível por meio de "esquema criminoso" montado pelo publicitário Marcos Valério, condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Em 2014, Eduardo Azeredo renunciou ao cargo de deputado federal, perdendo o foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal – o que fez com que seu processo fosse remitido à Justiça de primeira instância, em Minas Gerais, retardando o julgamento.

(Agência Brasil)

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Oposição não tem voto, mas terá candidato ao Governo do Ceará

(Foto: Facebook/Tasso Jereissati)
O PSDB do Ceará lançou nesta segunda-feira (21) a pré-candidatura a governador do general Guilherme Theophilo (PSDB-CE). O tucano será o principal adversário do atual governador, Camilo Santana (PT), que busca a reeleição.

Para o senador Tasso Jereissati, a candidatura do general Guilherme Theophilo vem como uma forma de acreditar novamente no sistema político.

O ato ocorreu no Iguatemi Empresarial Auditório, 1º andar, em Fortaleza, com a presença do Pros, do deputado estadual Capitão Wagner, que oficializou apoio à pré-candidatura.

Somando-se ao desembarque do Solidariedade do grupo da oposição, o PSD, de Domingos Filho, também não apareceu no evento para demonstrar apoio à chapa opositora.

O pré-candidato começa a viajar no próximo final de semana, no seu primeiro evento político no interior para se fortalecer para a campanha. O general vai passar pelos municípios do Crato, Juazeiro e Barbalha para reuniões políticas e evento público.

Domingos Filho reata com Cid e vai apoiar reeleição de Camilo Santana ao Abolição

Decisão já foi comunicada a Tasso e Roberto Pessoa. Agora, apenas PSDB e PROS fazem oposição no Estado


A paz está selada entre o ex-conselheiro do extinto Tribunal de Contas dos Municípios Domingos Filho e o ex-governador Cid Gomes (PDT). O pedetista procurou Domingos e após dois encontros com o antigo aliado a amizade foi reatada. Agora, Domingos deixa a oposição e apoiará a reeleição de Camilo Santana (PT).

Os encontros foram articulados através do empresário Chiquinho Feitosa, com o consentimento do presidenciável Ciro Gomes e do governador Camilo Santana. Outro que ajudou na reconciliação foi o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), que sempre foi contra a rixa entre os dois e esteve ao lado de Cid durante as conversas.

PSDB e PROS isolados

Após reatar com Cid, Domingos Filho comunicou ao senador Tasso Jereissati (PSDB) e ao vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PSDB), sobre a sua saída da oposição. Sem o PSD, apenas o PROS, do deputado estadual Capitão Wagner, e o PSDB seguem se opondo aos Ferreira Gomes no Ceará.

Fonte: Ceará News 7

Ciro Gomes: Bolsonaro é o mais fácil de ser batido porque nunca administrou nem boteco


O presidenciável Ciro Gomes (PDT) afirmou, nesta segunda-feira, que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) é o adversário mais fácil de ser derrotado em um eventual segundo turno. Foi o que ele disse durante sabatina promovida por UOL, Folha de S. Paulo e SBT.

“Ele nunca administrou boteco nem dos pequenos”, afirmou Ciro, que complementou: “Um sujeito autoritário, é uma promessa certa para a crise.”

Para o presidenciável pedetista, Bolsonaro seria o candidato “menos difícil” de ser enfrentado no segundo turno porque tem “soluções muito toscas”. O pré-candidato também não poupou críticas ao plano de flexibilização do desarmamento promovido pelo deputado. “Ele está promovendo um banho de sangue”, disse.

A flexibilização, na avaliação de Ciro, promoveria um “morticínio” no país e teria como principal vítima pessoas inocentes. “O bandido está preparado, quem morre é o cidadão”, declarou o pré-candidato.

(Do Blog do Eliomar/O POVO)

TSE não pode tomar iniciativa de impedir candidatura de Lula, diz Cármen Lúcia

Durante entrevista ao programa Canal Livre, da Band, a ministra também reiterou que não vai colocar em discussão tema da segunda instância


A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, refutou a possibilidade de que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja bloqueada sem que haja contestação prévia - ou "de ofício", como se diz no jargão jurídico. "O Judiciário não age de ofício, age mediante provocação", disse a ministra, em entrevista ao programa Canal Livre, da Band, transmitido na madrugada desta segunda-feira, 21. Na semana passada, ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) passaram a discutir nos bastidores a possibilidade de tomar a iniciativa de impedir Lula de ser candidato, para supostamente evitar um impasse durante a campanha.

O petista cumpre pena de prisão em Curitiba desde abril, mas será lançado e registrado como candidato ao Planalto. Para Cármen Lúcia, no entanto, candidatos como Lula são inelegíveis por causa da condenação em segunda instância, como previsto na Lei da Ficha Limpa. "Isso foi aplicado desde 2012. Eu não noto nenhuma mudança de jurisprudência no TSE. E o Supremo voltou a este assunto, este ano, e reiterou a jurisprudência e a aplicação da jurisprudência num caso de relatoria do ministro (Luiz) Fux, atual presidente do TSE."

Apesar do imbróglio envolvendo Lula, Cármen Lúcia crê que o caso do petista não chegará ao Supremo. "Nós temos uma Justiça Eleitoral muito presente, e isso é matéria eleitoral que irá pra lá. Acho que não chega ao Supremo."

Segunda instância

Ainda durante a entrevista ao programa Canal Livre, Cármen Lúcia voltou a defender o atual entendimento da Corte sobre a prisão de condenados em segunda instância e reiterou que não vai colocar o tema em pauta durante sua gestão, que termina em setembro. "A menos que sobrevenha alguma coisa, algo completamente diferente, que não é um caso ou outro", ressalvou.

A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em abril, reabriu a discussão sobre o tema e colocou pressão sobre Cármen, que resistiu à ideia de recolocar o tema na pauta do STF. A ministra argumentou que, de 2009 a 2016 (período que marcou a mudança de entendimento do Supremo), houve uma mudança significativa na composição da Corte. "Hoje, não. De 2016 até agora, lamentavelmente morreu o ministro Teori Zavascki (morto em 2017 em acidente de avião). Entretanto, o ministro que entrou no lugar, Alexandre de Moraes, votou no mesmo sentido de Teori", defendeu.

Em setembro, a ministra deixa a cadeira da presidência e será substituída por Dias Toffoli. Questionada sobre a possibilidade de o entendimento de que um condenado em segunda instância deve começar a cumprir pena estar com os dias contados, a ministra desconversou. "Eu não sei dizer como é a orientação de colegas", afirmou.

Carmén voltou a defender que o Supremo não deve reavaliar decisões após mudança de entendimento de algum membro, como uma forma de evitar uma insegurança jurídica.

Votações

Cármen Lúcia acredita que a divisão verificada na Corte nas últimas votações importantes é um reflexo do atual estado de ânimo da sociedade. "Há uma divisão no mundo, há uma divisão no Brasil, há uma divisão às vezes dentro de famílias sobre a compreensão de mundo", afirmou durante a entrevista. A ministra disse que há diversos exemplos de casos que terminaram com placar de 6 a 5 na história do Supremo, e que a diferença agora é que a Corte está presente "em todas as discussões". "Numa sociedade dessa, imagina se o Brasil todo dividido e o Supremo votasse sempre no mesmo sentido, sem ninguém ter dúvida sobre outra visão de mundo. Acho que aí seria algo um pouco desconectado."

A presidente do STF disse ainda que vê com "muita preocupação" o atual nível de beligerância nas discussões políticas e jurídicas. "Violência é o contrário do direito. Quem tem razão não grita." O prédio onde Cármen Lúcia mora em Belo Horizonte foi alvo de vandalismo às vésperas da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em abril. "Fico um pouco entristecida de ver e fiquei preocupada com os vizinhos. Moro num prédio com pessoas idosas", disse. A ministra disse que vai pagar pela limpeza da fachada do prédio, que foi manchada com tinta vermelha. "É uma reação de violência que não leva a lugar nenhum."

Cármen Lúcia ainda refutou supostos comentários de que ela teria sido desleal com Lula, responsável por sua nomeação ao Supremo, em 2006, ao abrir caminho para a prisão do petista. "Sei de até jornalistas que disseram, literalmente, a frase que me veio, estou colocando entre aspas: 'O preço foi pequeno perto da deslealdade de ter sido nomeada pelo ex-presidente e de não ter garantido que ele não fosse para a cadeia'. Isto é uma frase dura pelo seguinte: a toga não é minha, a toga é do Brasil, ela tem que se submeter a Constituição."

(Estadão)

Ceará atinge média histórica e pode superá-la até o fim da quadra chuvosa

(Foto: Funceme)
As últimas semanas de maio marcam também o fim desta quadra chuvosa, iniciada em fevereiro. Até o final do mês, a tendência é de eventos de chuva, conforme o supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Raul Fritz, mas a média histórica já foi atingida.

Com essas chuvas, o Ceará pode continuar na média ou ultrapassá-la ligeiramente, de acordo com Fritz. Do início da quadra chuvosa até o momento, a Funceme registrou um volume de 581,7 milímetros (mm) de chuvas, um desvio de 3,2% abaixo da média (600,7 mm). Mesmo com esse percentual, o supervisor diz que já se pode considerar que a média histórica foi alcançada.

Ainda assim, as precipitações de maio continuam inconstantes. De acordo com Fritz, foi observado que, até o momento, choveu 65,6 mm no mês, 27,6% abaixo da média estadual (90,6 mm).

Entre as 7 horas deste domingo até a manhã desta segunda-feira, 21, choveu em apenas 13 municípios do Estado. O maior volume pluviométrico concentrou-se em Tururu, no Litoral de Pecém, com 30 mm. Em Crateús, no Sertão Central e Inhamuns, o volume observado também foi de 30 mm. Esses dados são da Funceme e foram atualizados às 14h55min.

No restante desta segunda-feira, a Funceme prevê nebulosidade variável com eventos de chuva no centro-norte do Ceará. No sul, há possibilidade de chuva. Para amanhã, 22, a previsão é de nebulosidade variável com eventos de chuva no centro-norte e céu parcialmente nublado nas demais áreas.

Confira as 10 maiores chuvas entre domingo e segunda-feira:

Tururu (Posto: Melancias) : 30.0 mm

Crateús (Posto: Monte Nebo) : 30.0 mm

São Luís Do Curu (Posto: Sao Luis Do Curu) : 28.0 mm

Tururu (Posto: Tururu) : 21.0 mm

Umirim (Posto: Umirim) : 20.0 mm

Crateús (Posto: Aeroporto(crateus)) : 19.0 mm

Novo Oriente (Posto: Emaus) : 5.0 mm

Novo Oriente (Posto: Novo Oriente) : 4.8 mm

Pentecoste (Posto: Ac. Pereira De Miranda) : 4.2 mm

Nova Russas (Posto: Nova Russas) : 4.0 mm

(Do O POVO Online)

domingo, 20 de maio de 2018

Em Sobral e ao lado de Camilo e Ivo, Eunício sinaliza apoio a Ciro Gomes

Em clima de festa política, o presidente do Senado esteve pela primeira vez em Sobral após a aproximação com Camilo Santana. Em troca de afagos, prefeito Ivo Gomes agradeceu liberação de recursos federais

Eunício, Camilo e Ivo pareciam à vontade no palanque
FOTOS MATEUS DANTAS
Em visita a Sobral, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), sinalizou apoio ao ex-governador Ciro Gomes (PDT) na disputa para Presidência da República. O emedebista participou do anúncio de obras do Governo do Estado e da Prefeitura de Sobral ao lado do governador Camilo Santana (PT) e do prefeito Ivo Gomes (PDT) na manhã deste sábado, 19. Essa foi a primeira vez que Eunício apareceu publicamente na região política dos  Ferreira Gomes desde a aproximação com o governador.

O evento ocorreu na Praça da Coluna da Hora. “Lula foi a força de que nos precisávamos. Nós temos agora, bem pertinho, mais na frente, a oportunidade de dizer ao Brasil que o Nordeste tem condições de avançar muita mais pelas mãos de um outro nordestino”, disse Eunício durante discurso, sem citar o nome de Ciro, que esteve ausente no encontro. Antes, o senador havia recebido agradecimentos e afagos de Ivo Gomes que chegou a criticar a aproximação do governador Camilo e do senador pelo Facebook em dezembro do ano passado. Em fevereiro, Ivo disse que a relação estava pacificada após Eunício ter liberado recursos para obras de saneamento em Sobral.

Durante a fala, o prefeito rememorou a visita oficial ao senador e disse que foi recebido com “muita gentileza e elegância”. “Naquele momento não conversamos sobre política. Não que não devemos nem podemos, acho até que deveremos e poderemos”, afirmou Ivo durante o discurso, após agradecer publicamente o apoio do senador.

Questionado pelo O POVO se a visita de Eunício a Sobral significava abertura para aliança, o prefeito citou apoio institucional. “Isso é prova de que eu sou obrigado, e faço com muito prazer, a reconhecer quem ajuda Sobral. Convidei (o senador) para que eu pudesse dizer na frente dele e do povo de Sobral que ele é responsável por essas obras”, disse.

Durante todas as falas, Ivo e Camilo rasgaram elogios pelas liberações de recursos federais por meio de negociação com Eunício. O senador disse que a parceria entre eles “evolui a cada dia”. Ao ser interrogado se aquele seria um ato meramente institucional, o senador foi direto: “Esse é um ato político”.. A pouco mais de três meses das eleições, parlamentares do PDT e do MDB, presentes no evento, já avançam no discurso de que a união entre os dois seja simplesmente institucional. Ainda assim, o governador descartou a possibilidade que o evento marcasse o fortalecimento da aliança. Camilo disse ainda que não há nenhum impedimento para que a aliança seja estabelecida. “Não há objeções, mas nós vamos definir as eleições nos prazos legais que é em julho”, disse.

BASTIDORES 

O senador Eunício Oliveira foi aplaudido e abraçado. Mas também houve quem criticasse. Grupo de manifestantes vestidos com camisetas com o rosto do ex-presidente Lula disparou gritos de “golpista” contra o senador. .

No Discurso, Eunício se embaralhou com o nome do governador Camilo Santana, chamando-o de Cid Gomes. Depois se justificou: “É por que eu estou na terra dele”. Cid e Ciro Gomes estiveram ausentes do ato.

Eunício agradeceu a presença de mais de 25 prefeitos no ato em Sobral. O evento também contou com a presença dos deputados federais Leônidas Cristino (PDT) e Odorico Monteiro (PSB), além dos estaduais Leonardo Araújo (MDB), Danniel Oliveira (MDB), Walter Cavalcante (MDB), Jeová Mota (PDT) e Ferreira Aragão (PDT).

(Do O POVO Online)

Tempo gasto em computadores afeta bem-estar de jovens, diz pesquisa


Ficar em frente a telas para navegar na internet, acessar redes sociais ou jogar videogame tem impacto negativo no bem-estar de adolescentes. A tese é de uma pesquisa conduzida por três acadêmicos das universidades da Georgia e de San Diego, nos Estados Unidos, publicada neste ano. Os investigadores analisaram dados de um levantamento anual feito no país com respostas de mais de 1 milhão de meninos e meninas.

Os pesquisadores observaram os índices de bem-estar, entendido como uma sensação a partir de diversos critérios, e identificaram uma queda brusca, desde 2012, em aspectos como autoestima, satisfação com a vida e felicidade. O estudo revelou também redução no sentimento de satisfação como um todo, menos entusiasmo dos jovens na relação com amigos e na diversão e queda da sensação de segurança.

Ao buscar as causas da redução, chegaram à conclusão que quanto maior o uso de computadores e dispositivos eletrônicos, menor o bem-estar relatado pelos adolescentes entrevistados. Aqueles que usam meios eletrônicos por seis horas ou mais tiveram índices de infelicidade quase o dobro da média.

As atividades de maior impacto negativo foram: navegar na internet, jogar videogame e acessar redes sociais. Os adolescentes que gastam muito tempo em redes sociais apresentaram índice 68% maior de infelicidade. O efeito negativo sobre o bem-estar foi maior entre os adolescentes de menor idade do que entre os mais próximos da vida adulta.

Já aqueles jovens que passam menos tempo em frente a telas e que realizam outras atividades se disseram mais felizes. Entre as atividades relacionadas estão estudos, passeios, prática de esportes e interações sociais presenciais com a família, amigos e conhecidos.

“A combinação de interações sociais presenciais menores (que estimulam o bem-estar) e o uso de comunicações eletrônicas mais constante (que impactam negativamente o bem-estar) podem ser duas causas possíveis e relacionadas do declínio do bem-estar psicológico”, afirmaram os autores no estudo.

Um dos fatores que estimularam o maior consumo de serviços eletrônicos, na avaliação dos autores é a disseminação de smartphones. Segundo o estudo, a presença de smartphones entre adolescentes pulou de 37% em 2012 para 73% em 2015. Além disso, o tempo crescente que os jovens gastam no uso de dispositivos eletrônicos tem impacto na qualidade do sono e pode, acrescentam os autores, levar ao vício.

(Agência Brasil)

Funceme registra chuvas pelo terceiro dia consecutivo no Sertão Central

O Diário do Nordeste fez imagens aéreas da atual situação do Banabuiú, terceiro maior açude do Ceará
Desde o dia 10 deste mês a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) tem registrado chuvas no Sertão Central, nos dois últimos dias mais intensas, com apontamentos acima dos 50 milímetros em alguns municípios da região. Entretanto, no intervalo das últimas 24 horas, das 7h sábado (19) para as 7h do domingo (20) apenas em Quixeramobim, com 22,2 mm.

A Funceme havia previsto para este período nebulosidade variável em todas as regiões, mas ainda apontou precipitações em outros seis municípios cearenses: Tauá com 12 mm; Uruburetama 8 mm; Granja 5 mm; Redenção, 3,2 mm; Camocim 2 mm e Amontada também com 2 mm.

Apesar da redução, pela primeira vez no período desta quadra invernosa choveu por três dias seguidos no Centro do Estado. O quadro meteorológico favorável melhorou um pouco mais o nível dos grandes açudes desta região. No maior deles, o Arrojado Lisboa, em Banabuiú, pelos dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), foi 1 milhão de metros cúbicos a mais, chegando próximo dos 7% da sua capacidade.

Fonte: Diário Sertão Central

sábado, 19 de maio de 2018

Ciro Gomes prevê 15 candidatos concorrendo à Presidência

Pré-candidato também afirmou que alianças acontecerão em junho

(Foto: Estadão)
O presidenciável Ciro Gomes (PDT) prevê que dos atuais 23 pré-candidatos à Presidência do Brasil, somente 15 chegarão na reta final do primeiro turno, em outubro . "Acho que assim como Joaquim Barbosa, outros pré-candidatos sairão. Não haverá vinte e três nomes, como hoje se menciona, mas ainda assim haverá muitos candidatos. No mínimo uns quinze", disse nesta sexta-feira, 18, em entrevista coletiva no 60º Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, preferindo não nominar quem sairá da corrida presidencial.

Sobre as alianças, Ciro disse que falará "só na hora própria. Lá para junho, julho". No momento, ele trabalha uma aliança de centro-esquerda e cogita dois nomes para ocupar o posto de vice: os empresários Josué Gomes Alencar (PR) e Benjamin Steinbruch (PP). "Isso vai acontecer a partir de junho, quando começamos a preparar as convenções de julho e agosto", destacou.

Ciro Gomes não vê possibilidade de ter o apoio do PT, nem do MDB e tampouco do DEM, pois acredita que esses partidos terão seus próprios candidatos. O presidenciável tem conversando através do presidente do PDT, Carlos Lupi, com setores do PCdoB, Psol e do PT, mas não aposta em apoio dos três partidos no primeiro turno.

"Tenho uma afinidade absoluta com a Manuela d'Ávila, por exemplo. Eu aprendo muito com ela, é uma figura de grande valor e tenho sim uma aliança programática com ela. Mas o que importa agora é eleger a ideia que possa interromper essa tragédia que os golpistas estão querendo legitimar pelo voto", disse.

(Estadão)

Dep. Irapuan Pinheiro realiza Semana de conscientização em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes

(Fotos: Ascom da PMDIP)
A Prefeitura de Deputado Irapuan Pinheiro, através da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Empreendedorismo, realizaram durante essa semana do mês de maio do dia 14 a 18, atividades de conscientização em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Na manhã desta sexta-feira, 18, aconteceu a caminhada que teve concentração na Praça Francisco Edson de Oliveira (Edinho) e seguiu pelas principais ruas da cidade até o CAS (Centro de Assistência Social), onde lá foram realizadas várias apresentações por crianças e adolescentes do Peteca de Dep. Irapuan Pinheiro da sede e dos distritos.


A data 18 de Maio foi instituída em 2000 pelo projeto de lei 9970/00. A escolha se deve ao assassinato de Araceli, uma menina de oito anos que foi drogada, estuprada e morta por jovens de classe média alta, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje permanece impune.

A prefeitura apóia a campanha nacional “Faça Bonito. Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”, mobilizando a rede sócia assistencial quanto ao tema e contribuindo para o fortalecimento das ações cotidianas no combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes no município.

*Com Ascom da PMDIP

Analfabetismo ainda é realidade para mais de 11 milhões de brasileiros, aponta IBGE


Entre 2016 e 2017, a taxa de analfabetismo no país entre pessoas com 15 anos ou mais foi estimada em 7%, uma queda de 0,2 ponto percentual em relação aos 7,2% registrados em 2016. Apesar da queda, o país tinha no ano passado 11,5 milhões de analfabetos.

Os dados fazem parte da pesquisa Educação 2017, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilio Contínua (Pnad Contínua).

De acordo com a analista do IBGE Marina Águas, a pesquisa constatou a existência de uma relação direta entre analfabetismo e idade.

“O que a gente observa, na questão no analfabetismo, é que ele é uma questão mais demográfica porque o estoque de pessoas que não sabem ler ou escrever está concentrado no grupo de 60 anos ou mais, onde a taxa de analfabetismo, apesar de ter caído em relação a 2016, foi de 19,3%. Quanto mais entra o grupo de pessoas mais novas, que são mais escolarizadas, vai diminuindo a taxa de analfabetismo.”

Na Região Nordeste, por exemplo, 38,6% da população de 60 anos ou mais não sabiam ler ou escrever um bilhete simples. Essa taxa é quatro vezes maior que a do Sudeste para o mesmo grupo etário, que foi de 10,6% em 2017.

De acordo com a especialista do IBGE, o levantamento mostra também que a taxa de analfabetismo caiu mais entre as pessoas de cor preta ou parda, se mantendo praticamente estável na população com 15 anos ou mais de cor branca.

“É importante notar que, além da questão regional, que Norte e Nordeste tem um percentual de pessoas que não sabem ler ou escrever bem maior do que a região centro-sul, entre cor ou raça, a taxa de analfabetismo das pessoas brancas se manteve estável de um ano para o outro, porém ela caiu entre as pessoas de cor preta ou parda de 9,9% para 9,3%, então ela ainda é mais que o dobro da de pessoas de cor branca. Então já mostra também a desigualdade em termos de cor ou raça.”

A pesquisa constatou que, em 2017, 25,1 milhões das pessoas de 15 a 29 anos de idade não frequentavam a escola, cursos pré-vestibular, técnico de nível médio ou de qualificação profissional e não haviam concluído uma graduação.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

STF manda soltar 11 narcotraficantes condenados no Ceará

A quadrilha, segundo a Polícia Federal, traficava drogas, contrabandeava armas, desviava insumos químicos e lavava dinheiro entre cinco países

A Operação Cardume foi desencadeada em setembro de 2015 em oito estados
(FOTO: EVILÁZIO BEZERRA)
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar 11 traficantes internacionais de drogas condenados no Ceará. Um habeas corpus impetrado pelo advogado Bruno Lima Pontes em favor de Antônio Márcio Renes Araújo acabou beneficiando quase a metade de uma quadrilha de narcotraficantes. Ele foi preso durante a Operação Cardume, em 2015, e sentenciado, em 2017, pelo juiz Danilo Fontenele, da 11ª Vara da Justiça Federal, a 1.300 anos de prisão.

Márcio Renes pegou uma das maiores penas: 197 anos, 10 meses e 18 dias de reclusão em regime fechado. Segundo investigação da Polícia Federal (PF) no Ceará e denúncia do Ministério Público, Renes cometeu crime de organização criminosa, tráfico internacional de drogas e 17 delitos de lavagem de dinheiro quando comprou, construiu, alugou imóveis, comercializou veículos e movimentou recursos financeiros em nome de laranjas.

O ministro Marco Aurélio Mello entendeu que os dois narcotraficantes, com atuação no Brasil, Bolívia, Paraguai, Itália e Portugal, deveriam aguardar em liberdade o resultado da apelação da sentença condenatória ao Tribunal Regional da 5ª Região (TRF-5), em Recife. O ministro do STF derrubou, em caráter liminar, a preventiva que mantinha os traficantes presos.

Além de não ter pedido informação sobre o caso à 11ª Vara Federal, em Fortaleza, Marco Aurélio Mello discordou da decisão do TRF-5 e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que manteve a prisão preventiva de dois membros de uma quadrilha que movimentava, segundo a PF, 300 quilos de cocaína e R$ 6 milhões por mês. “A superveniência da sentença condenatória não afasta a natureza preventiva da prisão”, constatou.

De acordo com Marco Aurélio, a concessão do habeas corpus se justifica porque os condenados se encontram recolhidos, “sem culpa formada, desde o dia 29 de setembro de 2015. Há 2 anos, 7 meses e 12 dias. Surge o excesso de prazo. Privar da liberdade, por tempo desproporcional, pessoa cuja responsabilidade penal não veio a ser declarada em definitivo, viola o princípio da não culpabilidade”, escreve o ministro na liminar.

O magistrado, ao mandar soltar os traficantes internacionais, concordou com os argumentos da defesa. Os advogados alegaram que apenas a condenação em 1ª instância não justificava a continuação da privação de liberdade enquanto a apelação não fosse julgada.

O grupo, segundo investigação da PF iniciada em 2013, era dividido em núcleos para viabilizar o tráfico de droga, o contrabando de armas, o desvio de insumos químicos e lavagem de dinheiro.

No texto da liminar, o magistrado do Supremo afirma que o “combate à delinquência não há de fazer-se a ferro e fogo, mas mediante política criminal normativa, em observância à ordem jurídica em vigor”.

O ministro do STF estendeu a soltura para mais dez condenados por se tratar de “situação idêntica”. Foram beneficiados também: Lindoberto Silva de Castro, Roberto Oliveira de Sousa, Edson Bruno Gonçalves Valentim Nogueira, Paulo Diego da Silva Araújo, Cícero de Brito, José Ivan Carmo de Brito, Leandro Monteiro Barros, George Gustavo da Silva, Marlene Alves da Silva e Adriano Rodrigues dos Santos.

(Do O POVO Online)

Ceará volta a registrar fortes chuvas; Sertão Central é o maior destaque

No município de Solonópole, Funceme registrou precipitações de até 75 mm

Em Quixadá, na mesma região, a média observada pela Funceme foi 65 mm ( Foto: VCrepórter )
Choveu em pelo menos 106 municípios no período das 7h desta
quinta-feira (17) às 7h desta sexta-feira (18) (Foto: VCrepórter)
Após apontar fracas precipitações em seus últimos levantamentos, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme)  voltou a registrar chuvas intensas em algumas regiões do Estado nas últimas 24 horas, principalmente no Sertão Central e Inhamuns. Segundo o órgão, choveu em pelo menos 106 municípios no período das 7h desta quinta-feira (17) às 7h desta sexta-feira (18).

O principal destaque das últimas 24 horas foi o município de Solonópole, no Sertão Central, onde foi registrado um volume de 75 mm. Em Quixadá, na mesma região, a média observada pela Funceme foi 65 mm. Outra cidade que registrou chuvas consideráveis foi Aratuba, no Maciço de Baturité, onde foi computado um volume de 64.4 mm no período analisado.

Entre as regiões cearenses, a que menos apresentou chuvas nas últimas 24 horas foi o Cariri, onde o maior volume foi de apenas 4 mm, em Santana do Cariri. Mesmo assim, todas as oito áreas do Estado analisadas pela Funceme registraram precipitações.

Confira os destaques de cada região:

- Cariri: Santana Do Cariri (4.0 mm)
- Ibiapaba: Groaíras (44.6 mm)
- Jaguaribana: Jaguaretama (59.1 mm)
- Litoral de Fortaleza: Itaitinga (49.0 mm)
- Litoral do Pecém: São Gonçalo Do Amarante (38.0 mm)
- Litoral Norte: Bela Cruz (23.0 mm)
- Maciço De Baturité: Aratuba (64.4 mm)
- Sertão Central e Inhamuns: Solonópole (75.0 mm)

Fortaleza

Na Capital cearense, apesar das fortes chuvas que caíram no início da noite
 de ontem, a Funceme registrou precipitações de apenas 17.4 mm
 até o momento ( Foto: VCrepórter )
Na Capital cearense, que teve fortes chuvas no início da noite de ontem, a Funceme registrou precipitações de 54.4 mm até o momento. Já na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), choveu consideravelmente nas últimas 24 horas, sendo o principal destaque o município de Itaitinga, onde as precipitações atingiram o volume de 49 mm.

Próximos dias 

Para este sábado (19), a expectativa é de nebulosidade variável com chuva em todas as regiões do Ceará. Para o domingo (20), a Funceme também projeta a possibilidade de chuva em todo o Estado.

18 açudes sangrando no CE 

O Portal Hidrológico da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) registra 18 açudes sangrando no Estado, sendo cinco na Bacia do Coreaú, quatro na Metropolitana, três na Bacia do Acaraú, três no Litoral e mais um nas bacias do Alto Jaguaribe, Banabuiú e Curu. Mais 30 reservatórios estão com volume superior a 90%.

Apesar disso, dos 155 açudes monitorados pela Cogerh no Estado, 83 permanecem abaixo dos 30%, sendo cinco secos e sete abaixo de 1% da capacidade. O volume total acumulado é de 17,1%.

(Diário do Nordeste)

Duas escolas de Dep. Irapuan Pinheiro conquistam o Prêmio Escola Nota 10

(Fotos: Ascom da PMDIP)
Duas escolas de Deputado Irapuan Pinheiro conquistaram o Prêmio Escola Nota 10 – edição 2017. O anúncio foi feito pela Secretaria de Educação do Estado (Seduc), nesta quinta-feira (17/05) no Centro de Eventos do Ceará durante a entrega do Prêmio Escola Nota Dez 2017.

O governador Camilo Santana, acompanhado da vice-governadora Izolda Cela e do secretário da Educação, Rogers Mendes, entregou as premiações a professores, diretores e gestores públicos de 182 municípios. A iniciativa faz parte do Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic), responsável por reduzir de 32% para 0,7% o índice de crianças não alfabetizadas na idade certa no período de uma década.

O clima foi de festa na solenidade. Os representantes das escolas subiram ao palco com bandeiras identificando as localidades e cada unidade da rede pública condecorada. Participante da celebração junto aos premiados, Camilo destacou que 2017 foi o melhor ano da história do Paic.

As escolas agraciadas são: E.E.B. Francisca Josué de Souza Carneiro (Sede) e a E.E.B. Joaquim Napoleão Pinheiro (Betânia).

O prefeito Claudenilton Pinheiro, destacou que o prêmio é o resultado de esforços conjuntos e do compromisso de profissionais regidos por muita dedicação. “Um momento de muita emoção para todos nós. Parabéns para o nosso Município, por mais uma conquista; e parabéns para todos os envolvidos no êxito...”, disse.

Secretaria de Saúde confirma 32 mortes por H1N1 no Ceará em 2018

Boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira, 18, mostra que número de casos não para de crescer

(Foto: Agência Brasil)
O número de mortes causadas pelo vírus H1N1 aumentou no Ceará neste ano. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) divulgou o boletim semanal com os quantitativos que revelou 32 mortes por H1N1. Em comparação com a série histórica, o ano de 2018 tem a maior proporção de casos confirmados de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG) com 237 casos, sendo 185 só de H1N1.

Das mortes mortes confirmadas, além das 32 causadas pela influenza H1N1, houve também uma morte pelo subtipo H3N2, duas por influenza A e quatro por influenza B, totalizando 39 óbitos no Estado causado pelas chamadas SRAG.

Segundo o levantamento, Capital e Região Metropolitana têm a maior incidência de casos, logo atrás vem o Sertão Central, Região Norte e Litoral Leste.

Até esta quinta-feira, 17, foram confirmados 185 casos de H1N1. 41,6% dos municípios cearenses já confirmaram ao menos um caso de influenza neste ano. O índice de letalidade da doença chega a 16,5%.

Dentre os mortos confirmados pelas SRAG, 82,1% apresentavam um ou mais fatores de risco.

Neste fim de semana dois postos de vacinação estarão abertos em regime de plantão para imunizar a população de risco. O Posto de Saúde Paulo Marcelo (rua Vinte e Cinco de Março, 607 - Centro) e o Posto de Saúde de Messejana (rua Coronel Guilherme Alencar, s/n - Messejana) funcionam das 8 horas às 16h30min.

(Do O POVO Online)

Justiça determina prisão do ex-ministro José Dirceu

A juíza substituta da 13ª Vara Federal Gabriela Hardt determinou, nesta quinta-feira (17), a prisão do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. A decisão é para a execução provisória da condenação de Dirceu a 30 anos e nove meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa, no âmbito da Operação Lava Jato. Dirceu deverá se entregar, até as 17h desta sexta-feira (18), na sede da Polícia Federal em Brasília. O juiz Sérgio Moro, titular, está fora do país.

José Dirceu deve se entregar até as 17h desta sexta-feira
 na Polícia Federal em Brasília (Foto: Agência Brasil) 
A prisão do ex-ministro foi decidida após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) rejeitar, no início da tarde de hoje, o último recurso de Dirceu contra a condenação na segunda instância da Justiça. Ainda cabe recurso às instâncias superiores.

Além de negar o recurso, a Quarta Seção do TRF4 determinou a imediata comunicação a 13ª Vara Federal para que fosse determinada a prisão, com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que autoriza a execução da pena após o fim dos recursos na segunda instância.

Condenação

Dirceu foi condenado por Moro a 20 anos e 10 meses de prisão em maio de 2016. Em setembro do ano passado, o TRF4 aumentou a pena para 30 anos e nove meses. A pena foi agravada devido ao fato de o ex-ministro já ter sido condenado por corrupção na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Dirceu teve participação num esquema montado pela Engevix, uma das empreiteiras que formaram cartel para fraudar licitações da Petrobras a partir de 2005.

De acordo com a acusação, a empresa pagou propina a agentes públicos para garantir contratos com a Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas e as refinarias Presidente Bernardes, Presidente Getúlio Vargas e Landupho Alves.

O TRF4 negou os últimos embargos e autorizou a prisão também de Gerson Almada, ex-vice-presidente da Engevix, e do lobista Fernando Moura, antigo aliado de Dirceu.

(Agência Brasil)

quarta-feira, 16 de maio de 2018

AFASTAMENTO DA ZCIT - Chuvas devem diminuir na segunda quinzena de maio

Os primeiros 15 dias de maio deste ano registram 42,4 mm de volume acumulado.
A média histórica para o mês é de 90,6 mm ( Foto: Natinho Rodrigues )
A Zona de Convergência Intertropical (Zcit), banda de nuvens que circunda a faixa equatorial do globo terrestre e é o principal indutor de chuvas no Estado, começou a se afastar da costa cearense, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O distanciamento será responsável pela diminuição do volume de precipitações na segunda quinzena de maio, embora ainda sejam possíveis ocorrências trazidas por instabilidades pela proximidade dela com o Estado.

De acordo com o supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Funceme, Raul Fritz, alterações em condições meteorológicas e oceânicas do Atlântico, como a temperatura da superfície do mar, levam ao afastamento da Zcit nessa época do ano. "Pelo menos, até 27 de maio, eventos de chuva podem sim ocorrer ao longo do Estado, mas devem ser esporádicos e eventuais, principalmente na metade superior do Ceará", diz.

Um sistema complementar à Zcit e que deve começar a atuar no Estado já antes do fim de semana é o Cavado de Altos Níveis (CAN). "Ele atua no primeiro semestre do ano e pode trazer chuvas. É um sistema temporário, mas que já ajuda", analisa Raul Fritz. Sem a influência mais forte da Zona de Convergência, o Ceará dependerá, nos próximos meses, de instabilidades do leste da região Nordeste.

Segundo dados preliminares do Calendário das Chuvas do Ceará, os primeiros 15 dias de maio deste ano registram 42,4 mm de volume acumulado. A média histórica para o mês é de 90,6 mm. Nos últimos quatro anos, esse valor não foi superado: 2014 teve 85,1 mm; 2015, 37,7 mm; 2016, 47,4 mm e, 2017, 69,4 mm. Já maio de 2013 teve 1,8% de desvio positivo, ao registrar 92,2 mm de chuvas.

A Climatempo Meteorologia confirma o afastamento da Zcit da costa e a diminuição da influência do fenômeno. Haverá bastante sol e chuva passageira no Estado, nos próximos dias, "mas a chuva que ocorrer já não será volumosa e nem generalizada sobre o Estado. As condições de chuva para junho tendem a diminuir ainda mais, como é comum neste mês", afirma a meteorologista Josélia Pegorim.

As ocorrências em todo o Nordeste serão moderadas até 21 de maio, com maior incidência na costa leste do continente. Entre o Ceará e o Maranhão, os volumes previstos de chuva podem variar de 20 mm a 50 mm, principalmente no litoral e no Norte do Estado. No Centro-Sul, as chuvas ficam entre 2 mm e 20 mm.

La Niña 

Apontado como influência positiva para as chuvas no Ceará, o fenômeno La Niña chegou ao fim no Oceano Pacífico, conforme o último boletim da Agência Americana de Meteorologia e Oceanografia (NOAA), divulgado em 10 de maio. Contudo, para o meteorologista Raul Fritz, mesmo se a La Niña continuasse, não teria tanta influência para as precipitações no Estado, uma vez que "a Zcit vai embora independente dela porque depende do Atlântico".

Entre maio e julho, há 40% de probabilidade de chuvas abaixo da média no leste e no norte da Região Nordeste, conforme prognóstico da Previsão Climática Sazonal, elaborada pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Para a categoria dentro da média, a porcentagem é de 35% e, acima, 25%.

A diminuição da frequência das chuvas a partir de agora, para a meteorologista Graziella Gonçalves, da Somar Meteorologia, põe em risco o nível dos reservatórios estaduais. Atualmente, os 155 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) contabilizam 17,1% do volume total. Em todo o Estado, 18 reservatórios estão sangrando, e 28 têm mais de 90% da capacidade. Contudo, 83 têm menos de 30%. O Castanhão está com 8,7% da capacidade total.

Fonte: Diário do Nordeste

Polícia prende três suspeitos de envolvimento em ataques a banco e carro-forte no Interior do Ceará

Homens que explodiram agência na cidade de Piquet Carneiro foram encontrados com fuzis

Suspeitos foram encontrados com dois fuzis de grosso calibre, incluindo uma AK-47
 e um 556, além de duas espingardas socadeiras e bastante munição
 Graciliano Farias Guedes, Paulo José Santos Monteiro e Gleison Vasconcelos
 de Sousa, vulgo 'Cabelinho', foram presos na semana passada em ações
 no Interior ( Fotos: Divulgação PCCE )
A Polícia Civil do Ceará (PCCE) anunciou nesta quarta-feira (16) que prendeu três pessoas envolvidas em ações criminosas no Interior do Estado neste mês de maio. Dois deles são suspeitos de envolvimento no ataque a banco ocorrido no município de Piquet Carneiro, no Sertão Central, enquanto o outro homem capturado é apontado como participante da explosão de um carro-forte em Santa Quitéria, na região Norte.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), as prisões dos suspeitos aconteceram durante uma ação coordenada pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), com apoio do Comando Tático Rural (Cotar) do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). Os dois homens envolvidos no ataque a banco em Piquet Carneiro, identificados como Paulo José Santos Monteiro e Gleison Vasconcelos de Sousa, vulgo 'Cabelinho', foram encontrados com dois fuzis de grosso calibre, incluindo uma AK-47 e um 556. Eles foram presos no município de Solonópole, na BR-122.

Conforme a PCCE, Paulo José e Gleison, assim como outros integrantes da quadrilha, chegaram a trocar tiros com os policiais no momento que foram abordados. Na ocasião, os comparsas fugiram, mas os agentes conseguiram capturar a dupla. Com eles, foram apreendidos um Fiat Strada e um Palio.

Já o suspeito de envolvimento no ataque ao carro-forte foi identificado como Graciliano Farias Guedes, que foi preso com duas espingardas socadeiras. Segundo o delegado titular da DRF, Ricardo Romagnoli, toda a quadrilha envolvida no caso já foi identificada.

Os três presos são ligados à mesma facção criminosa, mas a PCCE ainda investiga se há ligação entre as duas quadrilhas.

Ataque a banco

O ataque a banco em Piquet Carneiro aconteceu na madrugada da última quinta-feira (10), quando uma quadrilha explodiu uma agência do Banco do Brasil na cidade. Segundo informações da Polícia, o ataque demorou aproximadamente 40 minutos. A cidade ficou sitiada por quase uma hora, tempo suficiente para os bandidos detonarem os caixas eletrônicos da unidade bancária situada no Centro da cidade e fugirem em seguida.

Na ocasião, populares acrescentaram que os bandidos promoveram um intenso tiroteio após bloquearem as vias de acesso ao local do ataque com carros e motocicletas.

Explosão do carro-forte 

Já o ataque ao carro-forte em Santa Quitéria ocorreu na última segunda-feira (7), quando uma quadrilha explodiu um veículo da empresa Corpvs, próximo a entrada da localidade de Malhada Grande, na altura do Km 168 da CE-176. De acordo com o Tenente Diogo, que coordenou a operação, cerca de dez assaltantes em dois veículos interceptaram dois carros-fortes no local, mas um conseguiu fugir. Este avisou ao efetivo da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a cerca de 25 km de distância do ocorrido, cuja ação foi acionar viaturas para ir ao local.

Enquanto o efetivo policial não chegava ao Km 168, o carro-forte foi explodido e o dinheiro (cuja quantia ainda não foi mensurada) levado pelos assaltantes. Na fuga, eles tentaram roubar profissionais em uma ambulância que passava pelo local.

Fonte: Diário do Nordeste

Nova queda de Alckmin nas pesquisas preocupa PSDB


Divulgada na última segunda-feira, 14, a pesquisa de intenções de votos divulgada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT/MDA) mostrou que o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), recuou nas intenções de votos dos brasileiros. Alckmin, em março detinha 8,6% dos votos, enquanto que neste mês, 5,3%, em um cenário que não conta com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como candidato.

O PSDB teme que Alckmin continue nas pesquisa e há previsões pessimistas dentro do partido que, no ritmo atual, o tucano possa chegar em julho com apenas com 3% nas sondagens. Nesse contexto, voltou a circular entre lideranças do PSDB, do PSB e até do DEM a ideia de deslocar João Doria para ser vice na chapa de Alckmin. Ele deixaria o caminho livre para França disputar o governo de São Paulo, evitando uma disputa sangrenta no Estado, e daria musculatura ao ex-governador.

O problema dessa solução é o próprio Doria, que não teria razão para sair da disputa paulistana já que está em primeiro lugar nas pesquisas. Haveria o risco também de ele passar a reivindicar abertamente o lugar de Alckmin na chapa.

Fonte: Ceará Agora

Pesquisa propõe transportar águas do PI para o CE

Estudo da UFC aponta a viabilidade de captação, por tubo subaquáticos, de recursos do Rio Parnaíba para Fortaleza


O cenário é conhecido no Ceará: necessidade de equacionar a demanda por água e as alternativas de abastecimento diante da escassez hídrica. O que fazer? Transportar águas de um rio de grande vazão para abastecer áreas urbanas, é uma das respostas. Mas, a proposta, que já é conhecida e usada, foi incrementada por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A ideia defendida pelo grupo, é que essa transposição ocorra por meio de tubulação subaquática, movida por energia eólica. A projeção do grupo é que assim as águas do Rio Parnaíba, no Piauí, podem viajar 400 km e garantir o abastecimento de Fortaleza.

A ideia é que água potável da foz do Rio Parnaíba seja captada e conduzida para Fortaleza por um duto abaixo do nível do mar, seguindo a rota do litoral. Uma das diferenças dessa ideia para as chamadas aduções terrestres, já conhecidas - transposição do Rio São Francisco e a do Açude Castanhão - , além do caminho percorrido pela água, é que a energia para transportar o recurso seria fornecida por turbinas eólicas no mar, explica um dos pesquisadores, professor do Departamento de Engenharia Agrícola da UFC, Daniel Albiero. Segundo o professor, essa forma de transporte, evitaria um dos grandes gargalos das aduções terrestres: a evaporação.

Outro diferencial, explica ele, é o custo para a operação do transporte das águas. "No transporte de água, você não tem sempre a gravidade ajudando. Tem que ter as estações de bombeamento que chega a dar 60% do custo operacional de um sistema de transporte de água", reforça.

Na adução subaquática, conforme a pesquisa apresentada pelos professores, não haveria nenhum custo energético, pois a energia necessária para impulsionar o fluxo das águas seria gerada pelo vento. "Usaria a energia do vento em alto mar. Seria adequada para transportar essa água, pois o sistema estará no mesmo nível".

A estimativa é que a energia necessária para vencer a resistência da tubulação seria oriunda de uma pequena estação eólica afastada da costa, localizada entre os municípios de Parnaíba (PI) e Camocim (CE).

A viabilidade da proposta foi avaliada e divulgada em um artigo científico em na revista internacional Water, este ano. O estudo aponta um custo estimado de US$ 250 milhões para a projeto. A tubulação subaquática, segundo Daniel, seria instalada a uma distância de 2 a 3 km mar adentro. Com uma profundidade de 20 a 25 metros, com escoras fincadas no fundo do mar. "Para localizar os tubos submarinos, escolhemos um caminho que otimizasse o consumo de materiais e, ao mesmo tempo, possibilitasse a conformação adequada do litoral entre a foz do rio e o ponto de entrega na metrópole", argumentam os pesquisadores.

Escolha

Daniel explica ainda que três fatores influenciaram a escolha do Rio Parnaíba nessa proposta de alternativa de abastecimento: a vazão média do rio, que é de 763 m³/s, suficiente para suprir as necessidades da capital cearense, a qualidade da água - própria para consumo e a proximidade do rio com Fortaleza. "O Rio Parnaíba já é utilizado para abastecimento. Pode até ter algumas partes poluídas, mas na foz ele não é", reforça o pesquisador.

O professor defende que esse tipo de adutora, embora seja novidade no Brasil, não é "fora do comum" e já conta com experiências bem sucedidas em outras partes do mundo. No artigo, os pesquisadores dizem que recentemente, "a construção de um oleoduto submarino de 80 km de profundidade, de 8.000 metros de profundidade no Mediterrâneo, para transferir água da Turquia, para a estação de bombeamento de Güzelyali, no norte de Chipre, tornou as capturas subaquáticas uma opção realista para o consumo transfronteiriço". Além da transposição de para Fortaleza, a pesquisa analisou a viabilidade de adução subaquáticas do Rio Huanghe para a cidade de Dalian, na China, e do Rio Nilo, no Egito, para Tel Aviv/Gaza, em Israel e na Palestina.

Contudo, o professor ressalta que no território latino-americano essa proposição é inovadora "No Brasil não existe nada parecido com isso. De trazer água do mar movimentado por energias, essa ideia de adução subaquáticas movidas por eólicas".

Questionado se após a divulgação da pesquisa, houve algum contato com representante do poder público para sugestão do projeto no Ceará, Daniel informou que não. Desde abril deste ano, o Decreto 9.335/2018, estabeleceu que a bacia hidrográfica do Rio Parnaíba - que possui áreas do Piauí, Maranhão e Ceará - passou a contar com um comitê de bacia. O colegiado tem, dentre as funções, estabelecer mecanismos de cobrança pelo uso de recursos hídricos e sugerir os valores a serem cobrados.

Fonte: Diário do Nordeste

Aposentadoria por idade será aprovada por internet e telefone

Só vai ser necessário comparecer à agência se houver alguma pendência na documentação

(Foto: Lalo de Almeida/Folhapress)
A partir de segunda-feira (21) o INSS deixará de agendar datas para receber pedidos de aposentadoria por idade.

Agora, as solicitações serão analisadas automaticamente, sem a necessidade de o segurado ir até uma agência da Previdência.

Com a mudança, os trabalhadores só terão de comparecer ao local se houver alguma pendência no pedido, ou seja, caso faltem documentos que comprovem o direito de se aposentar por idade.

A solicitação do benefício continua sendo feita pela internet, em meu.inss.gov.br, ou por telefone, no 135.

Na internet, é necessário fazer um cadastro e pegar uma senha. Ao fazer o pedido, será gerado um número de protocolo, para que o segurado acompanhe sua solicitação.

Será feita uma análise pelos computadores do instituto e, caso esteja tudo correto, o benefício será concedido, diz o INSS.

Além da aposentadoria por idade, que exige 60 anos de idade das mulheres e 65 anos dos homens mais 15 anos de contribuições ao INSS, o salário-maternidade também será liberado automaticamente.

Após protocolar o pedido, a orientação do órgão é que o trabalhador acompanhe o andamento pelo site ou pelo 135.

Segundo o instituto, a medida deve agilizar a concessão desse tipo de aposentadoria.

O presidente do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários), Roberto de Carvalho Santos explica que, mesmo com a concessão automática, o instituto é obrigada a enviar à casa do segurado a carta de concessão da aposentadoria.

No documento, há informações sobre os cálculos usados pelo INSS e sobre a data de pagamento do primeiro benefício.

O especialista explica que há um prazo legal de 45 dias para que o instituto conceda ou negue os benefícios.

O advogado Rômulo Saraiva lembra que o segurado deve conferir a carta de concessão depois de recebê-la. Caso haja erro de cálculo, o prazo é de dez anos para pedir uma revisão.

(Da Folha de S.Paulo)

terça-feira, 15 de maio de 2018

Famílias no Ceará voltam a usar carvão após alta do gás

Dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), elaborada pelo IBGE, registram crescimento do número de lares utilizando outros combustíveis para cozimento de alimentos

Dona Vera Lúcia  optou pelo carvão para cozinhar devido ao preço do produto
FOTO EVILÁZIO BEZERRA
O preparo do almoço na casa da dona Vera Lúcia dos Santos, 61, não se restringe à escolha do que vai ser servido à mesa ou dos temperos a serem utilizados. Moradora da localidade de Minguaú II, em Caucaia, ela separa alguns punhados de carvão e despeja no fogareiro de alvenaria antes de tudo, para fazer a brasa “pegar logo”.

A alternativa em usar o carvão como combustível para cozimento de alimentos, em vez do mais convencional gás de cozinha, se dá pelo peso que este último tem no orçamento de sua família.

Dados de 2017 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados no final de abril apontam que 23,4% dos lares cearenses usam como combustível para cozimento de alimentos matérias-primas como carvão ou lenha. Isso representa um aumento de 6,8% em relação à mesma pesquisa feita em 2016 (21,9%). O Ceará está entre os dez estados com maior uso de carvão ou lenha em casa para cozinhar. A média nacional é de 17,6%.

Na cozinha de Vera Lúcia, o botijão de gás está lá na cozinha, ao lado do fogão, e funcionando. Segundo a PNAD, esse é o método utilizado em 96,9% dos domicílios do Estado, enquanto no País é 98,4%. A escolha do combustível a ser utilizado, segundo Vera Lúcia, depende do que vai ao fogo.

Dona Maria Stela cozinha com fogareiro e costuma alternar com gás
FOTO EVILÁZIO BEZERRA
“Uso o gás mais para esquentar uma água para um café ou alguma coisa que vá para o fogo mais rápido. Compro o gás aqui por 65 reais e às vezes 75 reais. Assim dura mais. O saco de carvão sai a 20 reais e dá para uns 15 dias”, conta a aposentada, que cozinha diariamente para uma família de dez pessoas. Marido, filhos, noras e netos não costumam reclamar. “Fica até melhor. O fogo do carvão dá um gosto especial na comida. É bom quando tem uma carninha de porco que assa na brasa”, conta o esposo, seu Francisco Rosa Nascimento, 66, após saborear satisfeito carne cozida e baião preparados no carvão.

O percentual de lares que usam carvão ou lenha é maior no Interior que na Capital. Em Fortaleza, o método de queima está presente em apenas 1,8% dos domicílios.

Ao se ampliar a amostragem para a Região Metropolitana, o dado sobe para 5,4% das casas. Também em Caucaia, no distrito de Tucunduba, a cozinha da dona de casa Maria Stela da Silva, 59, fica iluminada na hora do almoço com a brasa incandescente do fogareiro. Ela, que também tem fogão a gás além de um forno micro-ondas, conta que costuma alternar a forma como cozinha as refeições. “Acontece muito de ficar sem gás e sem dinheiro para trocar o botijão. Fica muito pesado usar só o gás”, explica, complementando que o uso da lenha já não é mais tão comum no local, ao contrário do carvão. “Dá mais trabalho porque tem que cortar. E nesse período de chuva, ela molha e o fogo não pega”, acrescenta.



(Do O POVO Online)